É preciso ter um 4×4 para fazer uma viagem de carro pela América do Sul?

by Fernando Barros
Viagem de carro pela America do Sul
88 / 100

Você quer fazer a sonhada viagem de carro pelo América do Sul e Brasil e conhecer todos aqueles lugares lindos que vemos em posts no Instagram? Então provavelmente deve ter passado pela sua cabeça comprar um carro 4×4. Mas será mesmo que é imprescindível ter um carro 4×4 para realizar esse sonho? A resposta, como tudo na vida é… sim e não, depende. Eu vou explicar aqui todos os pontos necessários para serem avaliados antes de você tomar essa decisão. Confira!

Antes de mais nada vale lembrar que para escrever esse texto, estou partido da premissa do “custo beneficio”. Uma analise para quem tem o objetivo de fazer uma compra consciente em que o dinheiro gasto faz diferença. Pois se isso não for o caso, e a “bufunfa” está jorrando, já recomendo de cara comprar o melhor e mais confortável SUV 4×4 que existir e boa. Vai servir para qualquer situação. Tanto para ir no shopping ou como para cruzar o Altiplano Boliviano e Salar do Uyuni. Que é o caso do novo Land Rover Defender… que acabou de chegar no Brasil, mas com o preço de um apartamento.

Alguns conceitos básicos

Para que serve um carro 4×4?

A maioria das pessoas que possuem carros 4×4 nunca usam esse recurso ou apenas ocasionalmente conduzem fora da estrada. No entanto, um 4×4 não serve apenas para condução off-road. É ótimo para dirigir nas ruas também. Não só obtém uma melhor aceleração e tração, mas também mais segurança em dias de chuva por exemplo, especialmente se decidir por um veículo com tração nas quatro rodas integral, que usa as quatro rodas o tempo todo. Inclusive tem muitos veículos assim que são tração integral (4×4) que nem são para uso off-road, como alguns Subarus, BMW e outros super esportivos.

O que determina o uso offroad de um carro 4×4?

Viagem de carro pela America de Sul, Sajama Bolivia
Parque Nacional Sajama, Bolívia

Para o uso offroad o que determina de verdade, não é apenas ser 4×4, e sim um conjunto de várias características:

  • Tipo dos pneus, normalmente AT (50% terra 50% asfalto) ou MD (70% terra 30% asfalto)
  • Altura do carro em relação ao solo
  • Ângulos de entrada e saída. O ângulo do pneu em relação ao parachoque do carro
  • 4×4 reduzido
  • Bloqueio de diferencial
  • Chassi resistente a torções
  • Suspensões próprias para isso

Você pode ir muito além ainda nisso, com vários acessórios como: snorkel, guincho e etc.

Roteiro e estilo de vida

Viagem de carro pela America do Sul, Bolivia
Vila de Sabaya. Cruzando o Altiplano boliviano

É bem legal né ter aquela sensação de que nada vai lhe deter e que em qualquer lugar que você queira ir, você conseguirá chegar. Essa sensação de “liberdade” acredito que seja um dos principais motivos que leva alguém a querer fazer uma viagem de carro 4×4.

O roteiro de lugares que você irá querer visitar e as atividades que fará, está totalmente relacionada com o seu estilo de vida. Ou seja, o que você gosta de fazer, topa enfrentar para ver aquele tal lago maravilhoso, nível de conforto que dá conta de encarar e coisas assim. Então seja bem realista com você mesmo e isso já vai ser o principal elemento que vai determinar ou não o quão imprescindível para você é ter um carro 4×4.

Viagem de carro sem 4×4

Você curte mais turismo histórico, explorar as cidades do caminho, prefere ficar na maioria das vezes em hotéis ou campings com boa estrutura, gosta de uma viagem bem planejada, não é muito de querer fazer trilhas longas a pé e coisas assim, então o carro 4×4 não é indispensável, pois provavelmente você não irá se colocar em situações em que ele é necessário.

Viagem de carro com 4×4

Você quer conhecer todos os parques nacionais do caminho, prefere ficar o mais isolado possível, gosta de camping selvagem, prefere decidir os lugares e passar por estradas alternativas mesmo que demore 10 vezes mais para chegar então você irá curtir bastante ter um carro 4×4.

Tipos de estradas no Brasil e América do Sul

Mesmo se você for do estilo que quer rodar o máximo possível em estrada de terra e chegar nos lugares mais isolados, em uma viagem longa pelo Brasil ou América do Sul você irá provavelmente dirigir no mínimo 70% do tempo em estradas asfaltadas. Então para uma expedição assim, também é bom ter um equilíbrio entre performance no asfalto e terra.

Vimos todos os tipos de carros e motos durante a nossa viagem, e definitivamente não ter um carro 4×4 não é impeditivo para essa road trip, você só terá algumas limitações e não poderá pegar algumas estradas, mas nada que impeça você de chegar em algum lugar. Talvez você apenas não chegue pelo caminho “mais interessante”, que também pode ser um conceito relativo as preferências de cada um.

Lugares que todo mundo quer passar em uma roadtrip pela América do Sul e a necessidade de ter um 4×4

Viagem de Carro pela América do Sul
Salar de Coipasa

Claro que vai ter gente que vai falar, que o amigo do cunhado do vizinho conhece alguém que cruzou o Salar do Uyuni de Fiat 47. Tudo é possível sim, depende sempre do quanto você quer arriscar e se você está disposto a encarar as consequências.

E também depende do clima do momento, chuvas, neve e etc para determinar se é possível ou não passar por certos lugares.

Lembre-se que no geral carros 4×4 são mais robustos e aguentam mais um uso “bruto” intenso. Então quando digo ser possível, não é garantia que não pode furar 2 pneus ao mesmo tempo com uma pedra ou sofrer algo com a trepidação. Digo apenas que em uma condição normal, passa sem dificuldade.

Veja também outro post sobre uma das viagens que fizemos pela América do Sul: VIAGEM DE CARRO PELA AMÉRICA DO SUL – “GRÁVIDOS” NA ESTRADA

Salar do Uyuni e a Reserva de Fauna Andina Eduardo Avaroa

Reserva da Fauna Andina Eduardo Avaroa

Cruzar o Salar do Uyuni e a Reserva de Fauna Andina Eduardo Avaroa por conta própria, somente com carro 4×4. Mas você pode ir até San Pedro do Atacama pegando só estrada asfaltada e lá contratar uma excursão para isso. Inclusive atualmente já é possível chegar na cidade de Uyuni só pegando estrada boa, e ai também é só contratar uma excursão.

Veja o post que já fizemos sobre isso:

TRAVESSIA DO ALTIPLANO BOLIVIANO, A MAIS INCRÍVEL AVENTURA OFF-ROAD DA AMÉRICA DO SUL

Deserto do Atacama

Para chegar hoje em San Pedro do Atacama existem 2 formas: o Paso Jama e o Paso Sico.

  • Pelo Paso Jama é só estrada boa de ponta a ponta desde o Brasil,
  • Pelo Paso Sico é recomendável um carro 4×4, ou pelo menos um carro alto com tração traseira. Serão 500km de terra e as condições da estrada podem variar dependendo de como foi a temporada de chuvas e do inverno, mas como tudo que é mais difícil, achei mais bonito esse trajeto

Veja outro post que fizemos sobre o Paso Jama e Sico: DE CARRO PARA O SALAR DO UYUNI E ATACAMA EM 11 DIAS

Carreteira Austral

Atualmente 70% dela já está asfaltada, mas mesmo assim não tem necessidade de ter um carro 4×4, apesar que dar mais segurança já que são muitos quilômetros. Um carro mais robusto e alto já ajuda bem.

Torres del Paine

Não precisa de 4×4, apesar de só serem estradas de terra dentro do parque, elas são ótimas.

Ruta 40

A ruta 40 corta a Argentina de norte a sul e boa parte dela é estrada de rípio, como um brita com terra batida. A trepidação incomoda e as pedras pulam e batem no carro, é comum amassar e riscar a lataria, mas impede de ser percorrida com um carro comum.

Você está preparado para pagar o preço?

É bem legal né ter aquela sensação de que nada vai lhe deter e que em qualquer lugar que você queira ir, você conseguirá chegar. Essa sensação de “liberdade” acredito que seja um dos principais motivos que leva alguém a querer viajar com um carro 4×4.

Se você precisa de um veículo 4×4, e é esse tipo de carro que melhor encaixa com o seu estilo de vida, maravilhosa vá em frente. Mas se você realmente não precisa, mas quer mesmo assim, pergunte-se se está preparado para pagar o preço. É possível encontrar veículos com tração nas quatro rodas muito acessíveis, mas geralmente são mais caros do que variantes de duas rodas de classe semelhante. Além disso, os carros 4×4 geralmente requerem mais manutenção, queimam mais combustível, são mais caros para consertar, precisam de trocas de óleo mais frequentes e são mais caros para fazer seguro.

Viagem de carro pela América do Sul, Cerro Tronador

O fator ambiental é algo a se levar em conta

Uma vez que consomem mais combustível do que veículos 2×4, a maioria dos veículos 4×4 que funcionam a diesel, podem emitir muito gás carbônico ao meio ambiente, principalmente os modelos mais antigos – e isso significa que eles não são particularmente ecológicos. No entanto, também existem versões híbridas com tração nas quatro rodas que emitem menos gases de efeito estufa e consomem menos combustível. Considere este elemento ao buscar seu modelo!

As peças sobressalentes são fáceis de obter?

Escolha um carro 4×4 que possua uma mecânica e maior facilidade de reposição de peças nos países que você ira passar. Na verdade isso vale para qualquer tipo de carro. Verifique também se existirão concessionárias ou autorizadas pelo caminho. Eu por exemplo fiz uma das revisões do meu carro em Ushuaia.

Qual é o limite de peso que seu carro pode carregar?

Antes de comprar um veículo com tração nas 4 rodas, descubra o limite de peso que ele pode carregar. Algumas pessoas compram carros com pouca capacidade de carga de bagagem e depois os sobrecarregam. Isso pode afetar a eficiência e o desempenho da tração nas 4 rodas. Se você carrega toneladas de bagagem, compre um carro com maior capacidade de tração, pois dirigir um veículo sobrecarregado pode fazer com que ele afunde em solo macio. Além do mais, saiba quando usar e quando não usar um determinado amortecedor para não danificar seu carro. Essas alterações devem ser feitas dependendo de quão rápido você estiver dirigindo e do quanto de peso estiver transportando!

Despesas relacionadas a carros 4×4

Uma das principais desvantagens de um carro 4×4 é que eles são bastante caros quando se trata de preço de compra, custo de manutenção e combustível. O aparato adicional (diferenciais, caixa de transferência e outros) aumenta a complexidade e adiciona peso ao veículo. Isso expande seu valor de mercado inicial, o desgaste dos pneus e o custo de reparos e manutenção. A potência e o peso extras dos sistemas quatro por quatro precisam de mais combustível, o que os torna menos econômicos em termos de combustível do que os sistemas 2×4. O peso extra aumenta a tração e o controle, mas a desvantagem é que também aumenta a distância de frenagem necessária para fazer uma parada completa. Veículos mais leves podem evitar colisões mais facilmente do que veículos mais pesados.

Quais são os tipos de carros mais comuns que vimos durante as várias viagens que já fizemos?

IMG 5749
  • Camionetes, como: camionete S10, L200, Toyota, Frontier e Amarok. Tem a grande vantagem de ter uma grande capacidade de carga para levar todas as tralhas necessárias.
  • SUVs 4×4 mais comuns, como Suzuki Grand Vitara e Jeep Renegade. Tem a vantagem de serem bem confortáveis. Vimos muitos carros assim no Chile, na maioria famílias viajando e ficando em hotéis. A não ser as versões que vimos todas equipadas e modificadas, que ai eram mais desbravadores mesmo.
  • Vans transformadas em Motorhomes. Elas normalmente não são 4×4, mas são altas em relação ao solo e algumas com tração traseira, que ajuda muito em alguns terrenos também. Por exemplo, você sabia que os buggies que andam nas dunas do nordeste são tração traseira?
  • Caminhões 4×4 motorhome. É muito comum ver europeus viajando assim. São verdadeiros tanques de guerra, literalmente não tem tempo ruim, mas em muitas vilas e cidades é inviável se locomover com eles. Então acaba criando uma dinâmica de viagem diferente também. Muitos levam motos junto para parar o caminhão em lugares afastados e poder se deslocar em situações assim.
  • Trailers. Trailes são uma combinação interessante, mas também normalmente precisam de um carro mais forte para puxar. É comum a combinação Pickup/SUV+ trailer. Como o caminhão, você também tem restrições de lugares possíveis de passar, mas tem a vantagem de poder estacionar o trailer, desengatar e ficar dias rodando sem ele e depois buscar se for o caso. Funciona como uma casa que você vai movendo de lugar.
  • Campers. São como um pequeno receptáculo que você encaixa na caçamba de uma pickup. Tem a vantagem de manter praticamente o mesmo tamanho que o carro ocupa, porém possui uma área útil bem compacta e prejudica a performance 4×4 já que você terá uma “casa”nas costas.
  • Kombi. É cool e está na moda. É barata para comprar e para transforma em motorhome. Não é 4×4 e tem as limitações por isso. Não vimos tantas foras do país mas no Brasil, vimos muitas.
  • Carros comuns. Ai entram todos os tipos de carro, inclusive 1.0. Tem muitas pessoas viajando de fusca. Tem muita gente viaja por meses assim. Se você está disposto a ficar mais em hotéis pode ser uma experiência interessante

Qual é o melhor modelo para você?

Salar de coipasa

Eu já estou há alguns anos tentado chegar a essa conclusão e, até agora nada. A única certeza que tenho é que pelo nosso estilo de vida, as atividades que gostamos de fazer nas viagens, a dinâmica das escolhas dos roteiros e o tipo de turismo que nos interessa, um veículo 4×4 se encaixa melhor.

Agora se é: puxando um trailer; com um camper na caçamba; um motorhome; com uma barraca de teto ou um pequeno caminhão… Eu não cheguei a uma conclusão definitiva até hoje.

Como em qualquer escolha que fazemos nessa vida, vale a máxima “cada escolha significa uma renuncia”, não dá para ter o melhor de todos os mundos.

Cada estrada, cada destino e tipo de viagem tem um formato ideal. Como uma viagem de carro pela América do Sul é longa e passa por lugares totalmente diferentes uns dos outros, sempre terão situações em que teria sido melhor ter optado bela barraca de teto ou pelo trailer por ai vai.

Então não importa o “formato” que será essa sua sonhada expedição de carro. Não foque nas situações em que fará falta alguma coisa caso você opte por ir com uma Kombi por exemplo. Foque no prazer que será estar vivendo essa jornada.

Vá dá forma que for possível para você e não adie os seus sonhos esperando o momento e condição ideal. Que seja em um carro 4×4 ou em um fusca – como o amigo Pablo que foi até Ushuaia (instagram @pablo_naves) – O importante é sair da sua zona de conforto e vivenciar coisas novas. Pode ter certeza que momentos inesquecíveis lhe aguardam!

Gostou destas informações e dicas? Aproveite e compartilhe este post em suas redes sociais!

You may also like

Faça um comentário