Trilha do Complexo do Baú – Baúzinho, Ana Chata e Pedra do Baú

by Fernando Barros
Pedra do Baú

A trilha do complexo do Baú, é uma caminhada que junta as 3 trilhas mais famosas da região de São Bento do Sapucaí: a trilha do Baúzinho, a da Ana Chata e da Pedra do Baú (com a via ferrata até o topo). A logística ideal para se fazer todo o complexo é iniciar pelo Baúzinho (com 1760m de altitude), ir até Ana Chata (1670m) e depois para a Pedra do Baú (com 1950 metros).

Somando tudo isso, tornasse uma trilha de um nível de esforço razoável, pois serão 766 metros de subida acumulada e de 6h30 a 10hs para fazer tudo.

Você também pode iniciar por baixo, pelo estacionamento do Chico Bento, no lado de São Bento do Sapucaí e fazer todo o circuito iniciando e voltando por lá. Para quem quer fazer apenas a subida da Pedra do Baú, essa é a melhor opção pois em 30 minutos você já vai estar na base do paredão.

Para fazer a trilha do complexo do Baú, o ideal é você dormir uma noite antes em São Bento ou em Campos de Jordão, (pois o acesso ao parque é no meio de uma estrada que liga as duas cidades) e sair bem cedo para poder fazer tudo sem pressa.

Chegando na portaria do parque, é cobrada uma taxa de R$10,00 por pessoa e é preciso deixar o carro no estacionamento a 1km do início da trilha. Uma falha que percebi é que ninguém do parque lhe dá um briefing sobre segurança, trilhas, respeito a natureza, conservação e etc. Você simplesmente paga a taxa e vai.

Baúzinho

Conhecer o Baúzinho é muito simples são apenas 470 metros (ida e volta), ou 600 caso você vá até a ponta extrema dele, que fica de frente para a Pedra do Baú. Se escolher fazer isso vá com muito cuidado e quando não estiver chovendo, pois os últimos 15 metros são bem expostos. Na dúvida pare antes pois o visual é lido da mesma forma.

Pedra da Ana Chata

Saindo do Baúzinho, pegamos a trilha até a Pedra da Ana Chata. São 2 km de caminhada com a face norte do baú sempre a nossa direita. No final existe uma pequena *Via Ferrata, mas tão curta e sem perigo que não é necessário usar equipamentos de segurança. Em seguida você irá cruzar um pequena fissura na rocha que forma uma caverna de uns 10 metros de comprimento, e logo já estará na Ana Chata.

*Via Ferrata é o nome dado para um tipo de escalada em que existem estruturas de ferro fixadas na rocha, como escadas e cabos de aço para auxiliar o escalador. É considerada uma escalada já que é preciso usar equipamentos de segurança.

Saindo de lá, voltamos pelo mesmo caminho e até chegar em uma placa que indica um desvio para baixo para chegar na base da pedrado Baú. Esse trecho da trilha é bem bonito, cheio de morangos silvestres! Não perca a oportunidade de parar um pouco e colher alguns para comer!

Em 30 minutos você chega na base da Pedra do Baú, aonde inicia a via ferrata com as escadas incrustadas na rocha.

Escalada Pedra do baú
Foto: Juliana Fuzari

Nos finais de semana tem um casal que fica ali na base e disponibiliza equipamentos de segurança para alugar. Se você quiser subir até o topo e não tiver, alugue ou antes contrate um guia.

Os equipamentos básicos necessários para a parte da Via Ferrata da Pedra do Baú

  • Capacete. É muito comum cairem pedras e “coisas”. Por exemplo: alguém a cima de você resolve tirar uma selfie e deixa cair o celular. Se cair na sua cabeça, já era.
  • Cadeirinha de escalada
  • 2 solteiras com 1 mosquetão em cada mosquetão.

Você irá subir prendendo o mosquetão nas escadas ou nos cabos. Sempre deve manter um preso, quando solta o outro para clipar na escada seguinte.

Via Ferrata Pedra do baú

Muitas pessoas sem conhecimento e desavisadas não usam equipamento de segurança por acharem que é só “ter coragem”, não ter medo de altura e subir, mas o risco não está em ter medo ou não e sim nos imprevistos, como por exemplo: alguma escada quebrar (já que estão lá há anos), escorregar, um pedaço da rocha se partir, você ter um desmaio súbito, ataque de abelhas, coisas cairem na sua cabeça… enfim, vá com equipamentos e fique tranquilo para curtir de verdade a escalada.

A subida dura uns 30-40 minutos e o visual lá de cima é lindo!

Informações gerais

Mapa da Trilha do Complexo do baú

Trilha do complexo do Baú em números

  • Distancia percorrida: 10.8km
  • Ganho de elevação: 766m
  • Elevação máxima atingida (topo da Pedra do Baú): 1950m
  • Tempo de deslocamento: 4hs
  • Tempo total com as paradas: 6:34hs (fomos rápido, mas o tempo médio normal total é de umas 8hs)

O que levar

  • Lanche de trilha
  • Lanterna de cabeça (caso você demore muito ou aconteça algo e é preciso caminhar a noite)
  • Jaqueta Anorak para chuva e vento
  • Blusa para frio ou uma primeira pele
  • Protetor solar
  • Boné
  • Bota de caminhada
  • Equipamentos de segurança para a Via ferrata (Capacete, 2 solteiras, 2 mosquetões, cadeirinha de escalada)
  • 2 litros água pelo menos. Não existem pontos de água na trilha.
  • Dinheiro para a entrada no parque e ou para alugar os equipamentos

Onde ficamos

Chalés Azaleia, localizado na Estrada do Paiol Grande km 9 (São Bento do Sapucai), já próximo da entrada do Parque. R$ 220,00 a noite. Ótimo custo beneficio.

Quer comodidade e usar um guia especializado?

  • Usamos a guia de escalada Juliana, da Nativus Aventura, comprado pelo site da Dreampass
  • No site e app Dreampass, que funciona como um “UBER” de operadores de turismo de aventura, tem sempre saídas para essa trilha. Clique aqui: Travessia Complexo do Baú

You may also like

1 comentário

Marcela 17 de maio de 2018 - 12:28

Um dia de trilha curtinha e muito proveitosa. Vale a pena subir para ver o visual!

Responder

Faça um comentário